RADAR TECLA: HIP HOP

O Radar Tecla dessa vez vem pesado.

Grave baixo, batidas iradas e rimas matemáticas.

chancebeyonce

Sim, estamos falando de Hip-Hop e pra começar a lista com o pé na porta escolhemos ninguém mais, ninguém menos que Kendrick Lamar. Seus álbuns são sucessos unânimes da crítica especializada e é considerado como a salvação que a nova geração do Rap precisava.

A segunda da playlist é a abertura do viciante Anti, mas estamos falando da voz no único featuring (além do seu flerte Drake) no álbum da Riri. Poder né?! SZA canta com sua voz aveludada um R&B delicioso. Sem contar todas as participações em músicas alheias, em seu primeiro e único álbum já apareceu com uma gangue pesada. E é assim que a gente percebe uma estrela nascendo.

Falando nisso, vamos falar de Chance The Rapper. Ele já tinha feito barulho há uns 3 anos, mas foi só com o recente e elogiado Coloring Book que ficou mundialmente conhecido. A mixtape lançada independente soa mais como um álbum gospel e conta com a participação de gigantes como Lil Wayne, Future, T-Pain e, infelizmente, Justin Bieber. Sem tirar o crédito de Chance, já que o cara manda bem à beça, mas ele é aquele com um cigarrinho atrás da orelha que teve sua entrevista interrompida pela Beyoncé no backstage e que o Kanye West chamou de “o futuro” durante seu discurso de 11 minutos durante o último VMA. Tsá?

Kaytranada é o produtor que pisou recentemente no Brasil e fez um show sensacional na Fabrika, mas chamamos atenção aqui pra Anderson .Paak, que canta na faixa Glowed Up. Ele apresenta um lado downtempo e groove full do Hip-Hop e tem um dos álbuns mais elogiados desse ano. Além de arrasar na rima, claro.

Digamos que Vince Staples é o anti-herói da história. O cara chegou com tudo na cena quando lançou seu álbum duplo ano passado e ainda um pouco subestimado ele sai criticando Deus e o mundo nas suas letras. Com batidas sinistras e quase difíceis de digerir, diríamos que suas produções são um respiro de originalidade, vide Prima Donna, seu mais novo single com a participação do A$AP Rocky.

Staples aparece também em Blank Face do SchoolboyQ, que definitivamente está em toda parte. Seus álbuns estão no topo das listas de mais esperados e desde 2012 ele consegue superar as altas expectativas da galera – com esse último não foi diferente.

 M.I.A. também dispensa apresentação né? O hype aqui fica por conta da faixa Bird Song. Ao que parece, a música faz parte do seu tão esperado novo álbum, mas foi lançada anteriormente com um remix do Diplo, sinalizando uma bandeira branca do ex-casal.

Diretamente do OFWGKTA, o coletivo que também nos apresentou Tyler, The Creator e Frank Ocean, Earl Sweatshirt é considerado o azarão da turma. Com um rap quase falado e batidas arrastadas, ele faz um som chapadão pra nenhum nóia botar defeito.

Até aqui tá tudo muito conceitual e até mesmo obscuro, mas nas rádios só se fala em Young Thug e Travi$ Scott. Os dois acabaram de lançar álbuns e nessa faixa conseguiram mesclar seus estilos com maestria, juntando a voz de autotune sintetizada (popularizada com o one hit wonder Fetty Wap) de um com as rimas frenéticas do outro. O resultado foi esse “tropical rap”, que é certamente a faixa mais pop da nossa playlist.

Por último e não menos importante temos Isaiah Rashad. Um R&B Neosoul perfeito para ser a trilha da sua noite de ~amor~.

Se essa nova geração do Hip-Hop fosse uma família Isaiah seria o irmão mais novo e igualmente talentoso da SZA. Chance The Rapper o tio evangélico da M.I.A. Vince Staples o primo gótico do Earl Sweatshirt e Kendrick Lamar seria o pai do Anderson .Paak. Como vocês puderam perceber, da mesma panelinha eles todos já são.

Agora dá o play na playlist da Tecla especial HIP HOP <3

 

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado Campos obrigatórios estão marcados como *