Digníssima

Até eu fazer 25 anos achava que ia ser 9vinha pra sempre, que emagrecer ia ser fácil pra sempre e que eu nunca ia ter que decidir entre outra embalagem do meu anti-age, um maiozinho da Três ou ser adulta e guardar dinheiro pro mês seguinte.

HA HA

 Vai ver todo mundo tem uma idade do “caiu a ficha”. E é nesse aniversário que entre o parabéns e o com quem será, você se dá conta que o dark side of the Force da vida adulta é comandado não por Darth Vader, mas sim pelo Darth Boleto. 

 É quando cai essa ficha que você vê que os privilégios da classe média são máscaras bem sem vergonha, daquelas compradas no camelô mais furreca. Pra quem teve a sorte de ter uma família que disse “vai trabalhar, queridx” desde cedo, show, mara, top! Mas se não te prepararam com essa antecedência, é bem provável que o instagram ou outras vitrines da vida perfeita estejam tirando sua sanidade mental.

 A parada bem real é que a gente foi andando pra um lado bem bizarro da coisa com esse papo de redes sociais, digital influencers, etc. De repente tudo era permuta, tudo era lifestyle, travel tips, experiences, e a dignidade seguia diminuindo de forma inversamente proporcional ao seu número de seguidores.

 Pra quem já começa com uma conta bancária recheada é bem bom. Você adiciona mais lifestyle boladão ao lifestyle boladão já existente. Mas quando isso populariza, meu amor… É gente deixando de comprar de amaciante à proteína só pra garantir uns look.

É por isso que comecei 2017 bem pensativa: o que é digno? Pô, sair com meus amigos namoral, visitar minha família, fazer a “viagem que dá $” com o boy e comprar umas brusinha numa ocasião especial é bem irado. Ter um emprego que pague minhas contas de gente real, fazer uns freelas pra complementar, juntar graninha pra um projeto a la next step (que seja mestrado fora do país, casamento, viagem, comprar uma bicicleta ou reformar o apê), construir uma carreira legal e ser alguém que antes de tudo respeita o outro… Pô, fodão! Dá nem pra querer outra coisa. Must have total: dignidade!

dignidade gif

É bem simples e é o que eu quero pra 2017 pra mim e pra vocês aí!

hannah (1)

One comment

  1. 12/01/2017 at 10:04 pm

    Super me identifico! Essa é a vida real e é essa mesma que faz sentido!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado Campos obrigatórios estão marcados como *